Taiwan produzirá mísseis que podem alcançar Pequim

Taipé, 24 abr (EFE).- Taiwan produzirá centenas de mísseis Hsiung Feng IIE e Cloud Peak, de aproximadamente mil e 2 mil quilômetros de alcance, até 2019, com a ajuda de giroscópios laser de anel (RLG, na sigla em inglês) americanos, afirmou nesta terça-feira o site em chinês "Shangbao".

A capital chinesa, Pequim, ficará sob o alcance dos mísseis Cloud Peak, cujo programa de melhoria foi retomado durante o mandato da atual presidente Tsai Ing-wen, segundo informações veiculadas na imprensa baseados em declarações de funcionários do alto escalão do governo em 2017.

A ilha, diante da crescente intimidação militar chinesa, com o envio de aviões e navios às cercanias de Taiwan e a realização de manobras militares no Estreito de Formosa e no Mar do Sul da China, lançou um programa de desenvolvimento de armamentos locais em 2017.

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Chung-Shan (NCSIST, na sigla em inglês) é a principal instituição de pesquisa e desenvolvimento de armamentos e do programa espacial em Taiwan.

A produção dos mísseis melhorados Hsiung Feng IIE e Cloud Peak foi antecipada para 2019, devido à crescente intimidação militar chinesa, segundo o relatório do "Shagbao", que se baseia em declarações de especialistas próximos do NCSIT.

A China realizou na semana passada manobras militares no Estreito de Formosa, poucos dias depois de outros exercícios no Mar do Sul da China. EFE