Ministro do TCU tem casa invadida por bandido e arma apontada na cabeça

·1 min de leitura
Benjamin Zymler, ministro do TCU - Divulgação/TCU
Benjamin Zymler, ministro do TCU - Divulgação/TCU
  • Ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), Benjamin Zymler teve a casa invadida por um bandido

  • O criminoso ainda apontou uma arma para a cabeça do proprietário

  • O caso ocorreu na tarde do último sábado (4), em Brasília

Ministro do TCU (Tribunal de Contas da União), Benjamin Zymler teve a casa invadida por um bandido na tarde do último sábado (4), em Brasília. O criminoso ainda apontou uma arma para a cabeça do proprietário.

O caso ocorreu depois que dois bandidos invadiram a casa do magistrado em tentativa de assalto, informou a Polícia Militar do Distrito Federal ao portal UOL.

"Fomos acionados às 15h35", afirmou a assessoria da PM. "Fizemos o patrulhamento na região, mas não encontramos os bandidos."

Segundo reportagem do portal UOL, os dois homens também renderam a mulher e a filha do ministro. A intenção era colocar todos os moradores em um cômodo para roubar objetos da residência.

A cachorra da família, ao latir, alertou o vigilante. "Eles falaram 'sujou' e foram embora", contou o ministro ao portal Metrópoles. Ele afirmou que estava traumatizado com o que se passou.

"Foi a primeira vez que colocaram uma arma na minha cabeça. Não levaram nada da casa, mas é uma situação bem chata", disse o ministro do TCU.

Zymler, que ingressou no Tribunal de Contas da União em 1992, após prestar concurso, e ocupou a Presidência do órgão entre 2011 e 2012. Ele mora em uma residência no Lago Sul, região nobre de Brasília.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos