Ministro espanhol da Saúde deixa o cargo no final do mês para ser candidato

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Salvador Illa chega ao Palácio de la Moncloa para assistir a uma reunião do Conselho de Ministros, em 14 de janeiro de 2020, em Madri

O ministro espanhol da Saúde, Salvador Illa, que aspira à Presidência regional da Catalunha, anunciou em uma entrevista publicada neste domingo (3) que deixará o cargo no final de janeiro para fazer campanha para as eleições de 14 de fevereiro.

Rosto visível da luta contra a pandemia da covid-19 na Espanha, Illa foi eleito pelos socialistas na última quarta-feira (30) como cabeça da lista das eleições regionais catalãs. Até agora, não se sabia quando deixaria o cargo de ministro.

"Deixarei de ser ministro quando começar a campanha eleitoral. Até lá, vou me ocupar das minhas tarefas como ministro", disse Illa ao jornal catalão La Vanguardia.

"Vou desempenhar o cargo, como tenho feito até agora. Farei campanha quando chegar a hora", acrescentou Illa, que ganhou muita visibilidade no país como coordenador da resposta à pandemia.

A campanha eleitoral regional na Catalunha dura 15 dias e começa em 29 de janeiro. Esta região de 7,5 milhões de habitantes no nordeste do país é um importante motor da economia espanhola.

De acordo com a imprensa espanhola, a atual ministra da Política Territorial, Carolina Darias, substituirá Illa para liderar a luta contra a pandemia. Desde o início da crise sanitária no país, a Espanha acumula mais de 50 mil mortes e 1,9 milhão de casos.

du/pc/tt