Ministro de Saúde da Nova Zelândia quebra quarentena, vai à praia e pede desculpas: “Fui um idiota”

·2 minuto de leitura
WELLINGTON, NEW ZEALAND - MARCH 19: Health minister Dr David Clark speaks to media during a press conference at Parliament on March 19, 2020 in Wellington, New Zealand. Dr Clark announced that the New Zealand government will be banning indoor gatherings of more than 100 people with the exception of workplaces, schools, supermarkets and public transport in response to the ongoing COVID-19 outbreak. As of 1pm, there were 28 confirmed cases of coronavirus in New Zealand.  (Photo by Hagen Hopkins/Getty Images)
Ministro da Saúde da Nova Zelândia, David Clark, já descumpriu regras de isolamento duas vezes (Foto: Hagen Hopkins/Getty Images)

A Nova Zelândia decretou quarentena em todo o país no dia 25 de março. No entanto, o ministro da Saúde do país, David Clark, descumpriu a medida: no último fim de semana, ele foi com a família para uma praia a 20 quilômetros de distância de onde mora.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Depois de o caso vir à tona, Clark entregou o cargo a primeira ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, mas vai continuar no cargo neste momento. “Enquanto nós pedimos para os neozelandeses fazerem sacrifícios históricos, eu decepcionei o time. Eu fui um idiota e eu entendo que as pessoas estejam bravas comigo”, disse.

“Como ministro da Saúde, é minha responsabilidade não só cumprir as regras, mas dar exemplo a outros neozelandeses”, declarou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Segundo as regras do país, a população só pode usar carros para comprar itens essenciais, como comida ou remédio.

Ardern reforçou que, em circunstância normais, Clark teria sido tirado do cargo. “Não podemos nos permitir a um grande transtorno no nosso sistema de saúde”, explicou. O ministro também era responsável pela pasta de Finanças, cargo do qual foi destituído. “Espero algo melhor, e a Nova Zelândia demais.”

A expectativa é de que, assim que a crise do coronavírus acabar, Clark seja tirado do cargo.

Leia também

Essa não é a primeira vez que o ministro quebra as restrições de circulação. Logo que a quarentena começou no país, Clark foi visto andando de bicicleta em uma montanha próxima a casa onde vive. Na ocasião, a primeira ministra afirmou que as pessoas podem sair para tomar um ar e percorrer curtas distâncias, mas lembrou que é preciso evitar atividades com alto risco de lesões.

Nesta terça-feira, a Nova Zelândia registrou o total de 1.160 casos de coronavírus no país. Até o momento, há só uma morte pela doença.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos