Ministro do TCU nega pedido de afastamento do presidente do Inep

·1 min de leitura

Resumo da notícia

  • A prova do Enem sofreu diversas denúncias;

  • O Ministro do TCU preferiu manter o cargo do atual presidente do INEP;

  • As provas do Enem começam neste domingo

BRASÍLIA - O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Walton Alencar Rodrigues, negou, neste sábado, pedido de liminar de um grupo de nove deputados para afastar Danilo Dupas da presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – após denúncias de interferência do governo no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Contudo, o ministro atendeu parte do pedido e recomendou que a área técnica do TCU apure supostas irregularidades na realização do Enem. Entre elas, revisão das questões do Enem sem respaldo técnico e pedagógico, violação ao sigilo das provas, atuação das autoridades no processo, além do impacto da debandada de servidores em reação à suposta interferência do governo federal no conteúdo das provas. 

As provas do Enem começam neste domingo

“Quanto ao afastamento cautelar do Presidente do Inep, não há nos autos, até o momento, indícios de que, prosseguindo no exercício de suas funções, ele possa: retardar ou dificultar auditoria ou inspeção deste Tribunal; causar novos danos ao Erário; ou inviabilizar seu ressarcimento”, disse o ministro. 

Ele lembrou que a 16ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária do Distrito Federal indeferiu pedido de afastamento do presidente do Inep. A ação foi apresentada por entidades representativas dos estudantes.

 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos