Ministros da Jordânia entregam cargos antes de reorganização do governo, diz imprensa estatal

·1 minuto de leitura

AMÃ (Reuters) - Os ministros da Jordânia colocaram os cargos à disposição antes de uma reorganização governamental, afirmou a emissora de televisão estatal Mamlaka neste domingo.

Será a quarta reforma governamental desde que Bisher al-Khaswaneh se tornou primeiro-ministro em outubro de 2020, afirmaram fontes oficiais.

Educado no Reino Unido, Khasawneh, diplomata veterano e auxiliar do palácio, foi nomeado pelo rei Abdullah para restaurar a confiança do público após a crise sanitária do coronavírus e desarmar a irritação da população pela falha de vários governos em cumprir promessas de prosperidade e de acabar com a corrupção.

O governo de Khasawneh foi elogiado pelo Fundo Monetário Internacional pela maneira como lidou com a economia durante a pandemia e negociou um programa de quatro anos com o FMI no valor de 1,3 bilhão de dólares, sinal de confiança na agenda de reformas da Jordânia.

(Reportagem de Suleiman Al-Khalidi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos