Ministros de Lula usaram avião da FAB para passar fim de semana em casa

Pelo menos cinco ministros do novo governo já usaram aviões da FAB para passar fins de semana nas cidades onde residem

Ministros de Lula usaram avião da FAB para retornar de fim de semana nas cidades onde residem. Foto: XXXXX
Ministros de Lula usaram avião da FAB para retornar de fim de semana nas cidades onde residem. Foto: XXXXX

- Ministros da Saúde, Cultura e Fazenda do governo de Lula (PT) usaram avião da FAB para retornar das cidades em que residem;

- Chefes das pastas alegaram agendas oficiais nos locais de origem ou motivos de segurança;

- Por lei, ministros de Estado só podem usar os aviões para ir as cidades onde moram se tiverem um agenda oficial no local ou justificativa relacionada à segurança.

Um levantamento feito com base em dados da Aeronáutica e divulgado pelo colunista Igor Gadelha, do Portal Metrópoles, mostra que pelo menos cinco ministros do atual governo já usaram aviões da Força Aérea Brasileira para esticar o fim de semana em casa e retornar a Brasília (DF).

A maioria viajou numa sexta-feira, em agendas oficiais, e retornou num domingo ou segunda-feira para a capital federal utilizando aeronaves oficiais.

Segundo a legislação, ministros de Estado só podem voar de FAB com destino à cidade-natal quando apresentarem motivos de “segurança”. Entretanto, eles podem fazê-lo se tiverem agendas oficiais nos estados em que residem.

Confira quais ministros de Estado que usaram aeronaves da FAB para retornar de casa:

Ministra da Saúde

A primeira da lista é a ministra da Saúde Nísia Trindade, que foi ao Rio de Janeiro nos dois primeiros fins de semana do mês.

Na sexta-feira (6), ela decolou às 17h10 para o Rio, onde tinha agenda oficial no sábado (7), com Mario Moreira, presidente em exercício da Fiocruz.

Ela permaneceu na cidade no domingo (8) e só retornou a Brasília na segunda-feira (9). Segundo informações repassadas por assessores ao colunista do Metrópoles, o retorno dela foi adiado após os atentados aos Três Poderes no domingo.

No fim de semana seguinte, ela foi novamente ao Rio, na sexta (13). Lá, teve um encontro no sábado (14) com pesquisadores da Rede Cegonha e retornou a Brasília no domingo (15), à noite. Neste dia, também teve agenda com a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ), uma reunião que aconteceu às 11h30 e durou pouco mais de uma hora.

Ministra da Cultura

A cantora e ministra Margareth Menezes também usou aeronave da FAB para ir e voltar de Salvador (BA) no primeiro fim de semana de janeiro. Assim como a colega de governo, ela viajou na sexta e retornou na segunda.

Segundo a assessoria de imprensa, que respondeu ao Metrópoles, a viagem ocorreu para que ela participasse da posse do secretário de cultura da Bahia, Bruno Monteiro, na sexta-feira (6). Todavia, não houveram agendas no sábado ou domingo.

Ministro da Fazenda

Fernando Haddad, titular da Fazenda, esticou o fim de semana em casa com ajuda da FAB. Ele voou para São Paulo na sexta-feira (6), às 17h25, e retornou na segunda-feira (9), em avião oficial. Segundo a assessoria, o ministro despachou do gabinete dele na capital paulista na sexta. Contudo, ele não teve agendas oficiais nos dois dias seguintes.

Justiça e Trabalho e questão de "segurança"

Flávio Dino, chefe da pasta de Justiça e Segurança Pública, e o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, também usaram aeronaves da FAB para retornar aos estados de origem no fim de semana de 13 a 16 de janeiro. Todavia, os dois alegaram motivos de “segurança” ao colunista do Metrópoles.

Proibição de Dilma e liberação de Bolsonaro

Quando era chefe do Executivo nacional, Dilma Rousseff (PT) editou um decreto que proibia o uso de aeronaves da FAB para voltar das cidades onde residem. Em 2020, o então presidente Jair Bolsonaro (PL) revogou a norma e permitiu o uso dos aviões por chefes das pastas de governo por “razões de segurança”.