Ministros visitam amanhã abrigo com crianças brasileiras nos EUA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na viagem aos Estados Unidos, os ministros Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores) e Gustavo do Vale Rocha (Direitos Humanos) querem verificar em detalhes a situação das crianças e dos adolescentes separados dos pais brasileiros apontados como imigrantes ilegais. A agenda começa nesta quinta (5), com visitas a abrigos, e vai até sábado (7). Eles retornam ao Brasil no dia 8. As informações são da Agência Brasil.

A viagem se concentra em Chicago, e os ministros vão visitar alguns dos 16 abrigos norte-americanos em que estão 55 filhos de brasileiros. O número de crianças e adolescentes varia diariamente, segundo o Itamaraty, mas é o mais recente.

“Vou atrás de dados mais concretos sobre o número de crianças brasileiras que estão nessa situação, sobre onde estão e como estão essas crianças. Nossa ideia é visitar abrigos nas chamadas cidades santuários, onde os prefeitos são contrários à política de imigração do governo federal”, explicou Rocha, ao ressaltar que o tema preocupa muito o ministério dos Direitos Humanos.

Nesta terça (3), em comunicado, o Itamaraty fez duras críticas à política migratória do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“A reunião de coordenação analisará com especial atenção os reflexos da atual política migratória do governo norte-americano para as comunidades brasileiras, em particular a situação dos menores que se encontram separados de seus pais ou responsáveis, em 16 abrigos nos Estados Unidos, uma prática em clara violação dos instrumentos internacionais de proteção às crianças e cuja anunciada revogação espera-se seja logo implementada.”

PROTEÇÃO

O prefeito de Chicago, Rahm Emanuel, costuma afirmar que o local “será sempre uma cidade santuário” para os imigrantes numa referência à proteção para os estrangeiros em situação irregular e com risco de deportação.

Amanhã Aloysio Nunes e Gustavo Rocha visitam um abrigo e têm reunião com a embaixadora Maria Dulce Silva Barros, Subsecretária-Geral das Comunidades Brasileiras e de Assuntos Consulares e Jurídicos (SGEB).

Na sexta-feira (6), os ministros se reúnem com os integrantes da Rede Consular Brasileira na América do Norte, na qual vão estar embaixadores e chefes dos consulados brasileiros nos Estados Unidos, no México e no Canadá. No total, são 14 cônsules.

Participarão das reuniões os representantes do Brasil em Atlanta, Boston, Chicago, Hartford, Houston, Los Angeles, México, Miami, Montreal, Nova York, São Francisco, Washington, Toronto, Ottawa e Vancouver , além da Cidade do México. A segunda etapa da reunião ocorre no sábado (7) também com a mesma equipe.