Minorias correspondem a apenas 10% do total de funcionários de empresas

·1 minuto de leitura
Two Happy Businessmen Sitting On Wheelchair And Chair Shaking Hands In Front Of Computer
Minorias são formadas pessoas com deficiência, LGBTQIA+ e negros, por exemplo (Getty Images)
  • Nem 10% do quadro de funcionários é composto por minorias em empresas

  • Pesquisa ouviu 6 mil trabalhadores

  • Só 50% das empresas têm políticas de diversidade e inclusão conhecidas pelos funcionários

Hoje, as empresas não chegam a ter nem 10% do quadro de funcionários formados por minorias, como pessoas com deficiência, LGBTQIA+ e negros. É o que mostra um estudo feito pela plataforma Pulses, de soluções de clima organizacional, engajamento e performance, em parceria com a startup de diversidade Nohs Somos. As informações são do G1.

Leia também:

Entre os 6 mil colaboradores ouvidos para a pesquisa, apenas 8% se declararam negros, 4% se identificaram como não binários, travestis e pessoas trans e 3% disseram ter algum tipo de deficiência. 

Políticas de diversidade

Outro ponto mostrado é que somente cerca de 50% das empresas têm políticas de diversidade e inclusão conhecidas pelos funcionários. Entretanto, apesar da quantidade de colaboradores que se enquadram em minorias não passar de 10%, 73% dos entrevistados afirmaram que a companhia em que trabalham têm perfis diversos de empregados.

Já em relação aos cargos de liderança, pelo menos dos 55% dos ouvidos na pesquisa veem gestores e pessoas de grupos minoritários no comando.

O estudo também aponta que 33% dos funcionários não veem ações efetivas para que a empresa abrace profissionais com deficiência, apesar de haver uma obrigação legal para a contratação deles.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos