MIS-SP apresenta ciclo de cinema e psicanálise com debate sobre religião

Ana Beatriz Rosa

Quem se interessa por cinema e pela mente humana precisa anotar um compromisso na agenda.

O Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) será palco de um ciclo de exibições de filmes e discussões com psicanalistas sobre temas da contemporaneidade.

Na próxima terça (16) , o MIS exibirá o filme A prece, de Cedric Kahn. A sessão, que tem entrada gratuita e acontece no auditório do museu, será seguida de um debate com a psicanalista Maria de Lurdes Zemel e com o jornalista Naief Haddad sobre o papel da religião na sociedade.

Ainda, os mediadores vão retomar conceitos apresentados por Sigmund Freud em sua obra O mal-estar na civilização para pensar como a fé ocupa espaço em nossas vidas.

De acordo com a organização do evento, o ciclo pretende discutir questões levantadas por obras do cinema moderno e proporcionar formas de compreensão desses problemas sob a ótica de diversas disciplinas. 

Em A prece, o público é apresentado ao jovem Thomas, que é dependente químico. Para dar um fim à prática, ele decide participar de uma comunidade de ex-usuários de drogas que vivem isolados nas montanhas e usam a oração como uma forma de cura. 

Inicialmente relutante, Thomas aos poucos aceita se submeter a uma vida espartana de disciplina, abstinência, trabalho árduo e orações frequentes. Ele descobre a fé, mas também o amor, e um novo tipo de tormento.

Leia mais:

Continue a ler no HuffPost