Missão dos EUA no Afeganistão está 'em vias de ser concluída' no prazo, diz Biden

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
O presidente americano Joe Biden fala à imprensa sobre a situação no Afeganistão na Casa Branca, 22 de agosto de 2021
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A missão dos Estados Unidos no Afeganistão está "em vias de ser concluída" no prazo previsto, em 31 de agosto, com a condição de que os talibãs continuem permitindo o acesso dos evacuados ao aeroporto de Cabul, disse o presidente Joe Biden a líderes do G7 nesta terça-feira (24), segundo a Casa Branca.

O presidente americano também pediu ao Pentágono que tivesse "planos de contingência" para adiar a retirada "se fosse necessário", acrescentou sua porta-voz, Jen Psaki, em um comunicado.

Em uma reunião virtual do G7, Biden "confirmou que está em vias de completar (as operações) até 31 de agosto", prazo limite para a saída das tropas americanas que ele mesmo tinha fixado antes da tomada do poder pelos talibãs, segundo o texto.

"O fim da missão em 31 de agosto depende da coordenação com os talibãs, inclusive o acesso contínuo ao aeroporto para os evacuados", destacou Biden, segundo o comunicado.

O presidente americano lembra no texto das "ameaças crescentes" de ataques contra o exército do seu país pelos afiliados ao grupo Estado Islâmico.

Os Estados Unidos retiraram "mais de 4.000 titulares de passaportes americanos e membros de suas famílias" desde foi instalada a ponte aérea, em 14 de agosto, na véspera de os talibãs entrarem em Cabul, segundo um alto funcionário do Departamento de Estado.

"Este número continuará aumentando nos próximos dias", acrescentou o funcionário.

Mais de 58.700 pessoas foram transportadas de avião desde 14 de agosto, segundo o Pentágono.

fff-cyj/vgr/lm/yo/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos