Miss Brasil 2020, Julia Gama faz ensaio e se posiciona pelo Pantanal: ‘Insuportável assistir ao sofrimento’

·1 minuto de leitura

A Miss Brasil 2020, Julia Gama, fotografou para as lentes de Marcelo Faustini num próposito que vai além dos atributos físicos que a colocam na disputa do Miss Universo este ano. A modelo, que foi escolhida para representar o país no concurso mundial, decidiu se posicionar pelo Pantanal e ser mais uma voz a denunciar as queimadas que estão acontecendo naquela região do Mato Grosso do Sul e levar o apelo a outros países que participam do universo miss.

“O Pantanal vive a sua maior tragédia ambiental das últimas décadas e nos últimos dias estamos tendo acesso a mais detalhes desta tragédia. A quantidade de animais sofrendo inevitavelmente direcionado a fins trágicos nos causa um sentimento de debilidade e angústia. É insuportável assistir ao sofrimento, mas se faz necessário o fazermos. O sentimento de impotência é dominador, mas juntos tenho certeza de que podemos fazer o nosso melhor”, compartilhou Julia em seu perfil no Instagram, com algumas informações e fotos da região, mostrando antes e depois das queimadas.

“Assim como a fauna e flora da região são admiráveis e essenciais, destaca-se a rica presença das comunidades tradicionais como as indígenas, quilombolas, os coletores de iscas ao longo do Rio Paraguai, comunidade Amolar e Paraguai Mirim, dentre outras. Essas comunidades influenciaram diretamente na formação cultural da população pantaneira. Conseguem dimensionar o quão importante tudo isto é?”.