Miss Transex Brasil é presa acusada de chefiar organização criminosa

·1 min de leitura
Mikaelly da Costa Martinez, de 25 anos, foi eleita a mulher transexual mais bonita do Brasil em 2019. Foto: Reprodução
Mikaelly da Costa Martinez, de 25 anos, foi eleita a mulher transexual mais bonita do Brasil em 2019. Foto: Reprodução
  • Ela atraia homens para programas sexuais, os dopava e roubava seus pertences

  • Mikaelly já foi acusada de crimes em outros estados, incluindo pela morte de uma travesti

  • Seu comparsa está foragido

A vencedora do Miss Transex Brasil 2019 foi presa preventivamente por policiais da 16ª DP do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, suspeita de chefiar uma associação criminosa. Mikaelly da Costa Martinez, de 25 anos, teria promovido roubo de clientes durante programas sexuais.

Segundo a investigação, ela atraía homens através de seu perfil no Instagram para marcar encontros. Ao chegar ao motel, ela dopava o homem para furtar pertences como celular, relógio e cartões.

O delegado do caso, Leandro Gontijo, conta que uma das vítimas foi abordada em julho em um bar na Barra pela mulher. Eles foram a um motel e, ao chegarem ao local, Mikaelly ofereceu uma cerveja com alguma substância que o fez desmaiar. Ele disse que só se recorda do momento em que notou que estava sem o celular e a carteira.

Ao questionar Mikaelly, ela disse que chamaria uma amiga, mas na verdade chamou um comparsa, Alexandre Porto Furtado, que está foragido. Os dois fugiram da vítima, que percebeu que teve os cartões furtados. Alguns dias depois, foram feitas transações financeiras em sua conta no valor de R$ 6 mil e uma tentativa de empréstimo no valor de R$ 5 mil.

A investigação também revelou que Mikaelly usou diferentes nomes, o que dificulta sua identificação ao cometer crimes. Só no Mato Grosso do Sul, estado onde nasceu, ela tem 17 anotações criminais por furto, além de dano e receptação. No dia 1 de janeiro de 2015, ela foi presa em flagrante em Coaxim por matar Verônica Bismark, uma mulher travesti. Ela também é suspeita de crimes em São Paulo e em Santa Catarina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos