Miss Universo: saiba quem é Mia Mamede, capixaba que representa o Brasil este ano

Depois de cinco décadas sem vencer o Miss Universo, o Brasil pode trazer a coroa para a casa mais uma vez na noite deste sábado. Na edição de 2022, o país é representado pela capixaba Mia Mamede, de 27 anos. Este é o 71º ano que o concurso de beleza acontece, desta vez na cidade de Nova Orleans, nos Estados Unidos. A última candidata brasileira a sair vencedora da competição foi a baiana Martha Vasconcellos, em 1968. À época, ela desbancou outras 64 participantes em Miami.

Globo de Ouro 2023: conheça os looks da 80ª edição do prêmio

Lady Di: vestido icônico da princesa será leiloado pela segunda vez; valor pode ultrapassar R$ 600 mil

Para sair vitoriosa, Mamede vai precisar disputar o voto dos jurados com finalistas de outros 83 países. A transmissão oficial do evento acontece a partir das 22 horas (horário de Brasília) pela rede de TV americana NBC, e pelo canal do Miss Universo no Youtube. Formada em jornalismo audiovisual e socioeconomia na Universidade de Nova York (NYU), Mia deu a seu estado natal o troféu de Miss Brasil pela primeira vez na História em julho de 2022. Em 68 anos, o Espírito Santo nunca havia ganhado uma coroa.

Criada em uma pequena ilha no Oriente Médio, a jornalista é fluente em quatro idiomas além do português. Com um histórico extenso de viagens e longas estadias internacionais, ela também fala inglês, espanhol, francês e mandarim. Mia deixou o Brasil aos oito anos para morar no Bahrein, no Golfo Pérsico, junto ao pais. Em seguida, morou na China e em Dubai. Mais velha, passou ainda uma temporada na Europa e nos Estados Unidos, onde viveu nos últimos seis anos.

Capa de revista: atriz trans Marcella Maia estrela edição da revista Playboy da Noruega: 'Sou uma mulher dona de mim'

— Ao todo, foram quase 10 anos na Ásia, uma experiência muito rica. Não só aprendi muitos idiomas como também desconstruí muitas ideias, conceitos que o Ocidente tem sobre o Oriente — conta a miss, que atribui a vasta formação cultural que teve ao longo da vida como seu diferencial. — Quando deixamos de focar nas diferenças de religião, cor de pele, costumes e tradições, quando conseguimos ver apesar disso, olhar o ser humano, é impactante. Notamos que temos mais semelhanças que diferentes. Foi daí que surgiu o meu propósito de vida — complementa.

Nas redes sociais, mais do que a rotina de beleza, o dia a dia fitness e os preparativos para a disputa, ela se dedica a apresentar um pouco da cultura nacional as mais de 180 mil pessoas que a acompanham no Instagram. Em vários posts na plataforma, Mia explica aos seguidores aspectos tradicionais da cultura brasileira, como culinária, esportes e danças típicas. Em uma série especial para o concurso, ela tem publicado vídeos que retratam as semelhanças entre o Brasil e outros países ao redor do globo, como carnaval, capoeira, feijão tropeiro, samba e até a baile jubarte.

Do Rio para Los Angeles: modelo brasileira é escolhida para nova campanha de roupa íntima de Kim Kardashian

A brasileira, que está confinada há alguns dias para as fases preliminares, revela estar animada para o grande dia e tem demonstrado segurança na reta final da disputa.

— Estou mostrando toda a minha confiança aqui e, se Deus quiser, vai dar tudo certo. Estou animada ao extremo. Muito feliz, muito grata. Todas as vezes que eu olho para o palco eu penso: "caramba, eu estou no Miss Universo". Tento me lembrar do quanto tudo isso é muito gostoso e de como já é uma conquista. É muito bom ter a faixa "Brasil" no meu peito — destaca.

— Fiquei feliz de passar pela preliminar e ver como os brasileiros se sentiram representados. Estou aqui pelo meu país. Nos anos que fiquei no exterior, escutei muitos comentários preconceituosos sobre o Brasil, porque eles não conhecem. Então, esta é uma oportunidade que eu tenho de mostrar a diferença. Aqui, estou representando todas as mulheres brasileiras. Estou criando uma nova imagem para o público internacional, e esta é uma grande responsabilidade — finaliza.