Missa do Círio de Nazaré celebra fé e esperança com quebra de protocolos

·1 minuto de leitura

Ponto alto de uma das maiores festas religiosas do mundo, a missa de domingo do Círio de Nazaré foi ministrada, nesta manhã, pelo arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira. Ele conduziu a imagem peregrina da santa para perto dos fiéis que se reuniam na Catedral da Sé, de acodo com o G1. Pelo segundo ano consecutivo, devido à pandemia, os festejos aconteceram sob protocolos sanitários para conter a disseminação da Covid.

O protocolo original previa que a santa saísse de carro até o píer da Casa das Onze Janelas para seguir em viagem de helicóptero. A previsão era fazer um sobrevoo por hospitais da Região Metropolitana de Belém, no Pará.

Mas, como em 2020, o arcebispo quebrou o protocolo e levou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré para cima do carro e para próximo de centenas de pessoas que se reuniam no local. Houve queima de fogos em homenagem à santa que é padroeira da Amazônia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos