Saiba tudo sobre a missão da Nasa contra asteroides

·3 min de leitura
Uma espaçonave da NASA que irá colidir deliberadamente com um asteroide está se preparando para ser lançada. (NASA/Johns Hopkins APL/Steve Gribben)
  • Espaçonave da Nasa será lançada para colidir com um asteroide e testar sistema de defesa

  • Missão deve demorar até um ano para atingir o objeto e obter dados para a Nasa

  • Nenhum asteroide, no momento, está em direção à Terra

Uma espaçonave da NASA que irá colidir deliberadamente com um asteroide está se preparando para ser lançada. A missão DART, ou Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo, vai decolar às 04:20 (horário de Brasília) em 24 de novembro a bordo de um foguete SpaceX Falcon 9 da Base da Força Espacial de Vandenberg na Califórnia.

Leia também

Mas o verdadeiro teste para esta tecnologia de deflexão de asteroide virá em setembro de 2022, quando a espaçonave chegar ao seu destino, para ver como ela impacta o movimento de um asteroide próximo à Terra no espaço.

O alvo da missão é Dimorphos, uma pequena lua orbitando o asteroide Didymos, próximo à Terra. Esta será a primeira demonstração em grande escala desse tipo de tecnologia pela agência em nome da defesa planetária. Também será a primeira vez que os humanos alteram a dinâmica de um corpo do sistema solar de forma mensurável, de acordo com a Agência Espacial Europeia.

Os objetos próximos à Terra são asteroides e cometas com órbitas que os colocam a 48 milhões de quilômetros da Terra. Detectar a ameaça de objetos próximos à Terra, ou NEOs, que podem causar danos graves é o foco principal da NASA e de outras organizações espaciais ao redor do mundo.

Asteroide tem quase um quilômetro de diâmetro

Em grego, Didymos significa "gêmeo", o que é um aceno de como o asteroide – com 0,8 quilômetro de diâmetro - forma um sistema binário com o asteroide menor, ou lua - 160 metros em diâmetro - que foi descoberto há duas décadas.

Uma câmera na espaçonave, chamada DRACO, e um software de navegação autônomo ajudarão a espaçonave a detectar e colidir com Dimorfos. DRACO é a abreviação de Didymos Reconnaissance & Asteroid Camera para OpNav. O objetivo da missão é colidir deliberadamente com Dimorphos para mudar o movimento do asteróide no espaço, de acordo com a NASA. 

Esta colisão será registrada pelo LICIACube, ou Light Italian Cubesat for Imaging of Asteroids, um satélite cubo companheiro fornecido pela Agência Espacial Italiana. É a primeira missão espacial profunda da Agência Espacial Italiana.

O CubeSat do tamanho de uma pasta viajará no DART e então será implantado a partir dele antes do impacto para que possa registrar o que acontece. Três minutos após o impacto, o CubeSat voará por Dimorphos para capturar imagens e vídeo. O vídeo do impacto será transmitido de volta à Terra.

Alguns anos após o impacto, a missão Hera da Agência Espacial Europeia conduzirá uma investigação de acompanhamento de Didymos e Dimorphos. Enquanto a missão DART foi desenvolvida para o Escritório de Coordenação de Defesa Planetária da NASA e gerenciada pelo Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, a equipe da missão trabalhará com a equipe da missão Hera sob uma colaboração internacional conhecida como Avaliação de Impacto e Deflexão de Asteroide, ou AIDA.

Nasa quer testar sistema de defesa da Terra

Embora atualmente não existam asteroides em um curso de impacto direto com a Terra, há uma grande população de asteroides próximos à Terra - mais de 27.000 em todas as formas e tamanhos.

"A chave para a defesa planetária é encontrá-los bem antes que se tornem uma ameaça de impacto", disse Lindley Johnson, oficial de defesa planetária na sede da NASA, em entrevista para a CNN. "O princípio com todos eles é apenas alterar a velocidade orbital do asteroide apenas uma pequena quantidade. Mudar a velocidade do asteroide em sua órbita muda sua órbita, então no futuro, ele não estará no mesmo lugar que estava vai impactar a Terra".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos