Encontrados objetos pessoais de repórter britânico e indigenista desaparecidos na Amazônia

Foram encontrados neste domingo (12) uma mochila e itens pessoais do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, desaparecidos há uma semana em uma região amazônica, informou a Polícia Federal no Amazonas.

De acordo com a nota da polícia, foram encontrados um cartão de saúde, uma calça, um chinelo e um par de botas pertencentes a Bruno Pereira, e um par de botas e uma mochila com roupas de Dom Phillips.

Anteriormente, o Corpo de Bombeiros do Amazonas havia informado à imprensa sobre a descoberta de objetos pessoais que poderiam pertencer aos desaparecidos, encontrados submersos perto da casa do único detido até agora no caso, Amarildo da Costa Oliveira.

A polícia disse que as equipes de busca, no sétimo dia de trabalho, percorreram cerca de 25 quilômetros com "com procuras minuciosas pela selva, em trilhas existentes na região, áreas de igapós e furos do Rio Itaquaí", em especial na área onde foi encontrado um barco que pertenceria a Oliveira.

Phillips, de 57 anos, colaborador do jornal britânico The Guardian, e Pereira, de 41, viajavam juntos de barco pela região do Vale do Javari, uma área remota no extremo oeste do estado do Amazonas, realizando entrevistas para um livro sobre preservação ambiental.

Eles foram vistos pela última vez na manhã de domingo, na comunidade de São Gabriel, não muito longe de seu destino, a cidade de Atalaia do Norte.

Testemunhas disseram que viram o pescador Amarildo Oliveira, de 41 anos, passar de lancha em alta velocidade na mesma direção que Phillips e Pereira, pouco antes do desaparecimento.

msi/app/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos