Modelo plus-size desfila pela primeira vez para o estilista Michael Kors

1 / 2
A modelo Ashley Graham e o estilista Michael Kors em Nova York, no dia 15 de fevereiro de 2017

Na quarta-feira (15), Ashley Graham tornou-se a primeira modelo plus-size a participar de um desfile do estilista americano Michael Kors, que apresentou uma coleção cheia de opulentos casacos de pele e looks bicolores.

Graham, americana de 28 anos de idade e autoproclamada ativista em questões do corpo, além de nesse mês ter tornado-se a primeira modelo plus-size a aparecer em uma capa da Vogue, entrou na passarela usando um vestido preto com uma fenda até a coxa, acompanhada de um cinto da mesma cor na altura da cintura, além de um casaco de pele cropped cinza.

O estilista nova-iorquino de 57 anos foi uma das principais atrações no sexto dia da Semana de Moda na Big Apple, atraindo um público que contou com nomes como o da atriz Blake Lively e o seu marido, o ator canadense Ryan Reynolds, assim como a editora-chefe da Vogue americana Anna Wintour.

As modelos movimentaram-se pela passarela de forma entusiasmada ao som do hit "Sweeet Dreams", do duo britânico Eurythmics - executado ao vivo por um grupo de músicos tocando instrumentos de corda e usando casacos de pele, vestidos de festa e acessórios metálicos.

A modelo do momento, Bella Hadid, apareceu em um look de malha metálica, enquanto a também famosa Kendall Jenner encerrou o desfile em um vestido de noite preto de franjas.

Vários looks de uma só cor foram apresentados, em cores como chocolate, caramelo, e verde-oliva. Botas de camurça, cortes assimétricos que mostravam a coxa e elegantes vestidos em cores que lembravam prata e ouro fundidos também foram vistos na passarela.

Foram apresentados tradicionais looks nova-iorquinos: vestidos drapeados, blusas e saias contrastando com jaquetas de alfaiataria e cintura marcada, em uma tentativa clara de mostrar o que o estilista define de "sensualidade coberta" e "interpretação urbana de quimonos e sarongues".

Graham, que já é seguida por 3,2 milhões de pessoas em seu Instagram, alcançou a fama repentina ao ser a primeira capa plus-size da edição anual da "Swimsuit Issue" (em português algo como "Edição especial em Roupa de Praia") da "Sports Illustrated."

Sua presença no desfile de Kors demonstra que ele teria modificado sua opinião à respeito da diversidade de pesos na escolha de modelos para a passarela, uma vez que tinha declarado em setembro de 2016 que não seria "logisticamente possível" utilizar em uma passarela modelos acima do padrão de peso esperado pela indústria da moda.