Modelo relata assédio em hotel de SP: 'Coloquei duas cadeiras na porta'

A modelo Samen dos Santos contou sobre assédio em suas redes sociais. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
A modelo Samen dos Santos contou sobre assédio em suas redes sociais. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
  • Samen dos Santos conseguiu gravar parte do ocorrido

  • Modelo vive no Rio de Janeiro e estava na cidade a trabalho

  • Assédio foi gravado e compartilhado nas redes sociais

Uma modelo compartilhou uma gravação em que um homem aparece a assediando em um hotel de Araçatuba, no interior de São Paulo. Na gravação, é possível ouvir o suspeito dizer: "estou louco para fazer amor com você".

A publicação nas redes foi feita no último sábado (16), mas o caso ocorreu na quarta-feira passada (13).

Samen dos Santos conta que teve medo pois não conhecia a cidade. "Sou gaúcha e moro no Rio de Janeiro. Estava em uma cidade em que eu não conhecia absolutamente ninguém. Quando fui dormir, coloquei duas cadeiras na porta, porque realmente estava com medo”, disse em entrevista ao portal G1.

Segundo a modelo, ela estava na cidade a trabalho. Ela explica como começou o assédio. "O senhor falou bem alto para todo mundo escutar 'nossa, como você é linda'. Falei 'obrigada' e desejei boa tarde para todos.”

Em seguida, ela foi abordada por um funcionário que disse que o homem estava interessado nela e pagaria tudo que ela quisesse. Samen recusou, mas não foi suficiente para afastar o hóspede.

"Falei que estavam me deixando desconfortável. Ele me respondeu 'não posso não vir falar contigo, porque o hóspede é uma pessoa importante, é um hóspede importante aqui na cidade. Ele está na suíte principal aqui do hotel. Se não fizer o que ele pedir, ele vai ficar bravo'", relatou.

Depois, o próprio hóspede a abordou, perto da piscina, quando gravou o vídeo.

"Fiquei muito brava comigo, porque pensei que ia reagir de uma forma diferente. Leio muito sobre essas coisas. Achei que reagiria como um leão, mas virei um gatinho. Fiquei incrédula quando essa situação aconteceu. Comecei a chorar, depois me recompus e fui para o quarto."

Depois do ocorrido, ela contatou seu contratante e mudou de hotel. Ela decidiu publicar o vídeo para alertar outras mulheres.

"Postei para que pudesse desabafar e para que as pessoas pudessem entender que o assediador não tem cara e idade. Agora estou bem. É claro que toda a situação é muito delicada, mas estou bem e assim ficarei. Gostaria que o senhor aprendesse a respeitar as mulheres.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos