Modelo trans agredida em Copacabana relata sofrer ameaças por telefone; homem também pede dinheiro

·1 min de leitura

A modelo trans Alice Felis, que foi agredida por um homem em seu apartamento ano passado e precisou passar por cirurgias para se recuperar dos ferimentos, relata, nas redes sociais, que tem recebido ameaças por telefone desde a última sexta-feira.

Em um vídeo publicado no Instagram, a modelo mostra áudios de uma conversa com um homem que pede dinheiro para ela para, supostamente, tirar carteira de habilitação, e depois a ameaça.

— Ele me ameaçou, começou a pedir dinheiro. Quando eu falava que não poderia ajudá-lo, que precisava falar com meu advogado, ele me ameaçava: "vou mandar as trans que mandam em Copacabana ir atrás de você, vão quebrar seus dentes, invadir seu apartamento" — conta.

A modelo diz que está assustada e não conseguiu dormir com medo, e chegou a passar mal. Alice afirma também que irá fazer registro do caso na delegacia.

— Além de me ameaçar no Rio, ele me ameaçou em São Paulo também. Falou que conhece as trans de lá, e que se eu estiver em São Paulo, ele também me acha lá em qualquer lugar. Chegou até a ameaçar a minha mãe — relata a modelo.

Alice Felis foi espancada por um homem com quem saiu em Copacabana em agosto do ano passado. Na ocasião, Lucas Brito Marques acompanhou Alice até o apartamento dela, eles beberam e em seguida ele a agrediu diversas vezes. Alice teve o nariz e o maxilar quebrados, e ainda foi roubada por Lucas, que foi preso e responde ao processo por roubo qualificado com lesão corporal grave.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos