iPhone 14 pode vir sem local para colocar o chip

Apple vem exercendo pressão para operadoras padronizarem o e-SIM como método de conexão à rede de telefonia. iPhone 14 pode já vir sem entradas para o chip físico (AP Photo/Andy Wong, File)
Apple vem exercendo pressão para operadoras padronizarem o e-SIM como método de conexão à rede de telefonia. iPhone 14 pode já vir sem entradas para o chip físico (AP Photo/Andy Wong, File)
  • Empresa quer que tecnologia e-SIM se torne padrão no eu iPhone14;

  • Ideia é reduzir o número de entradas nos aparelhos;

  • e-SIM não é uma tecnologia nova, mas ainda é desconhecida por parte da população.

Em dezembro de 2021, informações obtidas pelo portal MacRumors, especializado em notícias e lançamentos de produtos da Apple, apontavam que a empresa estava pressionando as operadoras de telefonia móvel para adotarem o padrão do e-SIM.

Segundo os documentos, a fabricante do iPhone queria parar de produzir celulares com entrada para o cartão SIM, como modo de dar continuidade a seus planos de transformar seus smartphones em aparelhos sem entradas e sem portas, dificultando a entrada de sujeira e água dentro dos modelos. Uma das entradas que também sumiram seria a de carregamento.

Na época, muitos especularam o que isso poderia significar para o iPhone 14, se ele seria carregado somente via indução e se aceitaria somente e-SIMs. Como a tecnologia ainda não parece despontar nas operadoras de telefonia, talvez não seja o caso.

Ainda assim é possível que algumas versões do iPhone possam vir sem a entrada, para tentar forçar um pouco o oferecimento do serviço pelas empresas de telefonia. Até então, os celulares desde o iPhone 11 já possuíam a capacidade de se conectar com um chip virtual, mas vinham também com a entrada para o chip físico.

O e-SIM não é uma tecnologia nova, com alguns modelos da Samsung e da Motorola oferecendo a tecnologia no Brasil, mas não de maneira exclusiva. As três grandes operadoras do país, Claro, Tim e Vivo também oferecem o serviço. No entanto, o processo pode ser demorado e só está disponível para alguns planos. Além disso, no geral, para fazer a escolha por um chip virtual é necessária a ida até uma loja da operadora.