Moderna diz que dose de reforço de vacina contra Covid-19 parece proteger da Ômicron

·1 min de leitura
Profissional de saúde segura frasco de vacina contra Covid-19 da Moderna em Nova York

Por Michael Erman

(Reuters) - A Moderna disse nesta segunda-feira que uma dose de reforço de sua vacina contra Covid-19 pareceu oferecer proteção contra a variante Ômicron em testes de laboratório, e que a versão atual da vacina continuará sendo sua "primeira linha de defesa contra a Ômicron".

A fabricante de vacinas disse que a decisão de se concentrar no imunizante atual, a vacina mRNA-1273, foi ditada em parte pelo quão rapidamente a variante recém-descoberta está se disseminando.

A empresa disse que ainda planeja desenvolver uma vacina para proteger contra a Ômicron e que espera passar para teste clínicos no começo do ano que vem.

"O que temos disponível neste momento é a 1273", disse Paul Burton, médico-chefe da Moderna, em uma entrevista. "Ela é altamente eficaz e é extremamente segura. Acho que ela protegerá as pessoas no período de festas iminente e durante estes meses de inverno (no hemisfério norte), quando veremos a pressão mais intensa da Ômicron".

As ações da Moderna subiram cerca de 6,7% após o anúncio.

O laboratório disse que o tratamento de duas doses de sua vacina gerou poucos anticorpos neutralizadores contra a Ômicron, mas que uma dose de reforço de 50 microgramas aumentou os anticorpos neutralizantes em 37 vezes. Uma dose maior de 100 microgramas da mesma vacina elevou ainda mais o nível de anticorpos: mais de 80 vezes em relação aos níveis pré-reforço.

(Reportagem adicional de Manas Mishra, em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos