Modo escuro pode economizar até 30% da bateria no iPhone XS e Max

Felipe Demartini

O novo e tão comemorado modo escuro do iOS 13 pode resultar em uma economia de bateria de até 30%, caso você seja um feliz proprietário dos mais recentes modelos de iPhone com tela OLED, como o iPhone XS, sua versão Max e os recentes iPhone 11 Pro e Max Pro. O experimento foi feito pelo site PhoneBuff.

Em vídeo, dois iPhones 11 Pro novos e recém-tirados da caixa foram configurados da mesma maneira com relação a brilho e aplicativos, bem como utilizados da mesma maneira e por tempo semelhante a partir de braços robóticos. Entre as tarefas realizadas estão a troca de mensagens e a utilização de redes sociais, de forma a refletir o uso do aparelho por um usuário comum, que manteria não apenas a tela ativa, como sua conexão funcionando.

Os resultados, para os especialistas, foram claros. Após duas horas de conversa, o aparelho rodando em modo escuro ainda contava com 88% de bateria restante, enquanto aquele com o tema claro permanecia com 83%. A diferença ficou ainda mais clara na utilização do YouTube, que levou a bateria do primeiro a 43% enquanto o segundo já começava a pedir a tomada, com 20% restantes.

O desligamento do iPhone com tema claro aconteceu durante a utilização do Google Maps, outra tarefa bastante extenuante para a bateria, enquanto o rival permanecia ligado com 30% de carga restante. Redes sociais como o Twitter também foram testadas, já que a ideia, como dito, era de refletir a utilização dos celulares por um ser humano normal.

O segredo está na forma como as telas OLED lidam com imagens escuras, desligando pixels pretos de forma a economizar energia. Isso, por exemplo, não acontece em displays LCD, que se mantém acesos mesmo quando estão exibindo pontos pretos. Como explicam os especialistas, alguns aplicativos não aproveitam todo esse potencial por assumirem um tom azul escuro nos temas, de forma a manter a tela ligada o tempo todo.

Teste mostra a evolução no gasto da bateria entre iPhones 11 com telas OLED e a diferença entre os temas claro e escuro (Imagem: Reprodução/PhoneBuff)

Sendo assim, o teste não é eficaz em testar uma eventual economia de energia em modelos com tela LCD, como o iPhone 11 padrão ou o modelo XR, por exemplo, apesar de a Apple prometer maior autonomia mesmo nestes. Ao mesmo tempo, é possível que essa mesma diferença possa ser sentida em smartphones Android, desde que, claro, respeitada a ideia de que os pixels efetivamente pretos são apagados de forma a economizar bateria.

O PhoneBuff aponta esse como mais um dos tantos motivos pelos quais o modo escuro se tornou o amor recente dos usuários de celular. Além de aumentarem a autonomia dos aparelhos, os temas facilitam a visualização de opções na tela mesmo em baixa luminosidade e são maios gentis com os olhos, uma ótima alternativa para os usuários contumazes que, por muito tempo, contavam apenas com a boa vontade dos desenvolvedores de apps, que adotavam soluções do tipo (ou não) de forma independente.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: