Momento crítico da pandemia no Brasil gera desesperança, diz Fux

Ricardo Brito
·1 minuto de leitura
Presidente do ST, Luiz Fux

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou nesta quinta-feira que o momento mais crítico pelo qual o país passa neste mês no enfrentamento à pandemia de coronavírus gera um misto de "incredulidade e desesperança", mas destacou que o Brasil precisa, mais do que nunca, da união e diálogo entre os três Poderes.

"Hoje, ao tempo em que muitos países já visualizam a porta de saída da pandemia, o Brasil ainda vive o seu quadro mais crítico desde março de 2020. Diante desse contexto, um misto de incredulidade e desesperança atinge muitos de nós, que nos perguntamos: 'até quando?'", questionou.

O presidente do STF relembrou que seu pronunciamento, na sessão plenária, ocorreu exatamente um ano depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado a ocorrência da pandemia de Covid-19.

Num momento em que o Judiciário tem sido alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro e outros apoiadores, o presidente do STF conclamou uma melhora na relação entre os Três Poderes.

"O nosso país precisa, mais do que nunca, de diálogo e de união entre os Três Poderes, entre os agentes políticos de todos os níveis federativos e de todas as ideologias, entre os setores público e privado, e, enfim, entre todos os cidadãos", afirmou.