'Monstro' é filmado em rio chinês e assusta internautas

Imagem do "monstro" causou espanto nas redes sociais. (Foto: Reprodução/The Pear)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Imagens mostram uma criatura gigantesca parecida com uma cobra

  • Especialistas acreditam não se tratar de um ser vivo

Um vídeo do que parece ser uma criatura longa e negra nadando no rio Yangtzé, na China, está dominando as redes sociais. As imagens foram postadas na sexta-feira (13) no Sina Weibo, uma espécie de Twitter chinês, e já ultrapassaram 6 milhões de visualizações.

Os internautas já criaram diversas teorias para explicar do que se trata o “monstro”. Especialistas, no entanto, apresentaram uma solução mais simples para o mistério.


O vídeo foi filmado nas proximidades da hidrelétrica das Três Gargantas. Por isso, as discussões sobre a criatura adotaram a hashtag #ThreeGorgesMonsterPhotos (ou #FotosDoMonstroDeTrêsGargantas em inglês).

Leia também

A princípio, as imagens parecem retratar uma cobra ou enguia muito longa. É essa a teoria do professor Wang Chunfang, da Universidade Agrária de Huazhong. Em entrevista ao canal Pear Video, ele disse que provavelmente não se trata de uma nova espécie, e sim de uma cobra d’água.

O maior animal que vive no rio é a salamandra-gigante-da-China, que pode atingir 1,8 metros de comprimento. É o maior anfíbio conhecido.

Essa espécie de salamandra está em extinção, devido à poluição do seu habitat natural. Para alguns internautas, a poluição também pode ter levado uma cobra d’água a atingir um tamanho anormal.

Outros comentaristas afirmam que o “monstro” nem é um ser vivo. Outras imagens mostram um longo pedaço de tecido preto às margens do rio.

Imagem fez internautas duvidarem da existência da criatura. (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao site The Paper, o biólogo Ding Li defende que não se trata nem de um monstro e nem de uma cobra, mas apenas um "objeto flutuando."

Além das teorias, o mistério abriu espaço para piadas nas redes sociais. Alguns internautas brincaram que o “monstro” seria uma estratégia do governo chinês para atrair turistas para a região.

Outros ironizaram a baixa qualidade de imagem do vídeo, já que o mercado chinês é famoso pelos smartphones de alta qualidade: "Monstros sempre aparecem quando existem apenas alguns poucos pixels", disse um comentarista.