Montanhistas ficam presos em montanha no Nepal após isolamento da região por ameaça do coronavírus

Alpinistas fazem trilha em montanha no Nepal

Milhares de montanhistas estão encalhados em altas altitudes no Nepal devido ao fechamento do país para conter o avanço da pandemia do coronavírus, informou reportagem da CNN. Segundo Shradha Shrestha, porta-voz do Ministério do Turismo no Nepal, cerca de 500 montanhistas estrangeiros, espalhados em quatro diferentes trilhas, estão impossibilitados de voltar por conta do fechamento do país na última terça-feira.

"Estamos trabalhando junto às autoridades governamentais para resgatá-los e trazê-los a Katmandu. Assim, poderemos combinar com as embaixadas uma forma de transladá-los a suas casas", contou Shrestha. "Muitas embaixadas, como da Alemanha e da França, planejam enviar voos fretados para algumas dessas regiões a fim de resgatar os montanhistas".

Ainda de acordo com o porta-voz, o Ministério do Turismo criou um website para facilitar a comunicação entre os alpinistas e as autoridades.

A embaixada britânica em Katmandu pediu que os montanhistas ingleses enviassem suas coordenadas. "Estamos trabalhando em conjunto com as autoridades e equipes de resgaste para encontrar uma solução e entraremos em contato o mais rápido possível", tuitou a embaixada. 

O governo do Nepal havia anunciado, no início do mês, que a temporada de escaladas em todas as montanhas da região do Himalaia, inclusive do Monte Everest, estava cancelada devido à pandemia do coronavírus. "As permissões para subir o Everest estão canceladas até maio", disse o Secretário de Turismo do Nepal, Kedar Bahadur Adhikari.

O Nepal tem três casos de coronavírus confirmados até agora, de acordo com dados do Ministério da Saúde local.