Monte Fuji ficará fechado este verão

O Monte Fuji, a montanha mais alta do Japão, visto desde Fujiyoshida, em 30 de abril de 2020

O monte Fuji, o vulcão mais conhecido do Japão, permanecerá fechado aos visitantes este verão para prevenir a propagação do novo coronavírus, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira.

A prefeitura de Shizuoka, onde está localizada a montanha mais alta do país (3.776 metros), anunciou que três dos quatro principais acessos ao Fuji serão fechados.

A trilha de Yoshida, quarto acesso e o mais popular para subir ao vulcão, também ficará fechada, segundo a prefeitura vizinha de Yamanashi.

"As trilhas abrem no verão, mas este ano as manteremos fechadas de 10 de julho a 10 de setembro", ou seja, durante a estação de subida ao monte Fuji, disse à AFP uma pessoa da prefeitura de Shizuoka.

"Tomamos essa decisão para impedir a disseminação do coronavírus", afirmou.

É a primeira vez que as trilhas de acesso ao famoso vulcão ficam fechadas desde que a prefeitura começou a administrá-las em 1960, acrescentou.

Patrimônio mundial da Unesco, o monte Fuji está localizado a cerca de 100 km de Tóquio, de onde é visível.

No ano passado, recebeu cerca de 236.000 visitantes, segundo seu site oficial.

Até agora, o Japão registra cerca de 16.000 casos confirmados de coronavírus e 749 mortes.