Cruzeiro lamenta mortes de pai e avô de Montillo e diz: 'Força para você'

Valinor Conteúdo


O ex-meia de Cruzeiro, Santos e Botafogo, Walter Montillo, perdeu o pai e o avô, ambos com suspeitas de contágio pelo novo coronavírus. A informação do falecimento dos parentes do jogador foi revelada em nota pela Universidad de Chile, clube onde Montillo tem história e está defendendo atualmente. A Raposa lamentou as perdas e desejou força ao jogador.

- O Cruzeiro Esporte Clube lamenta profundamente a morte do Sr. Walter Óscar Montillo, pai do nosso ex-atleta Montillo. Ficam aqui nossos votos de respeito e sentimentos neste momento de dor profunda. Muita força para você, Montillo - escreveu o clube nas redes sociais, completando:

- Recentemente, Montillo também perdeu seu avô, Óscar. Todo nosso carinho e afeto ao jogador neste momento difícil. Nossas orações estão com você e sua família, Montillo.

Todavia, ainda são suspeitas, pois os exames no pai e no avô do jogador foram feitos, mas ainda não foram divulgados para a confirmação da COVID-19.






O pai do meia, Walter Óscar, foi hospitalizado após sentir problemas respiratórios, de acordo com o clube chileno. Mesmo com o esforço dos médicos, ele veio a falecer nesta terça-feira, aos 60 anos. O avô do jogador, Óscar, de 91 anos, morreu na semana passada, também apresentando dificuldades respiratórias, sintomas da COVID-19.

Montillo jogou pela Raposa entre 2010 e 2012, fazendo 144 jogos, com 36 gols marcados, além de 36 assistências. Em seguida, defendeu o Santos e Botafogo no futebol brasileiro, tendo boas atuações, mas sem o mesmo brilho da época da Raposa.