Morador de rua processa casal que arrecadou US$ 400 mil para ajudá-lo

(Reprodução/GoFoundMe)

Famoso por um caso que viralizou em outubro do ano passado, um sem teto da Filadélfia, nos Estados Unidos, está processando um casal que levantou mais de US$ 400 mil para ajudá-lo. O homem, que se chama John Bobbitt Jr., emprestou os últimos US$ 20 que possuía para Kate McClure, uma mulher que acabou ficando sem gasolina no meio de uma estrada. Saiba mais aqui.

De acordo com o morador de rua, o casal – Kate e Mark D’Amico – criou uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para o homem, mas ele acabou não recebendo os US$ 400 mil doados por 14 mil pessoas em nove meses de campanha. Em entrevista ao jornal WPVI, o sem teto afirma que a dupla usou o dinheiro para fazer compras, viagens de luxo e até jogar. O valor restante estaria “preso” nas contas pessoais dos dois. O caso está na justiça.

O casal afirma que ofereceu pelo menos US$ 200 mil à Bobbitt nos últimos meses, mas o homem diz que o valor não ultrapassou os US$ 75 mil, o que inclui um trair e uma picape comprados no nome do casal. McClure e D’Amico afirmam que Bobbitt perdeu o dinheiro porque o gastou com drogas e que teriam combinado com o sem teto que entregariam o restante quando ele conseguisse um emprego.

Viagens luxuosas

Uma investigação sobre o casal mostra que nos últimos meses eles viajaram para hoteis de luxo em Las Vegas e Nova York, andaram de helicóptero no Grand Canyon, compraram ingressos de primeira fila para espetáculos da Broadway e adquiriram uma série de coisas, incluindo bolsas de grife. A mulher é auxiliar administrativa e o homem trabalha como carpinteiro. Os dois negaram que o dinheiro gasto tenha vindo da vaquinha.

Nesta semana, o juiz responsável pelo caso ordenou que o dinheiro seja depositado nas contas dos advogados de Bobbitt e pediu a investigação da contabilidade do casal. “Não sabemos para onde o dinheiro foi, mas vamos descobrir”, afirmou o advogado Chris Fallon ao Action News.