Morador de SC se assusta ao receber conta de luz de R$ 84,9 mil

·1 min de leitura
closeup finger press turn on/off electric-switch
closeup finger press turn on/off electric-switch
  • Um catarinense se assustou ao receber a conta de luz de outubro, no valor de R$ 84.927,35

  • Após a repercussão do caso, a empresa responsável pela energia elétrica no estado corrigiu a fatura

  • A conta de outubro recalculada ficou em R$ 161,39

Um catarinense se assustou ao receber a conta de luz de outubro. O valor: R$ 84.927,35. Após a repercussão do caso, a empresa responsável pela energia elétrica no estado corrigiu a fatura para R$ 161,39.

Em entrevista ao portal G1, o radiologista Luan Cristiano Albano, morador da cidade de Araranguá (SC), detalhou o susto que levou na última na terça-feira (23), quando abriu a conta de luz. Ao invés de acionar as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), preferiu divulgar o caso na mídia e decidiu não pagar o valor.

"Primeiramente, eu levei um susto e depois eu comecei a rir sozinho, nervoso. Pensei que ía ter que vender minha casa, vender meu carro pra pagar essa conta, mas até uma pessoa leiga vê que está errado", disse o morador.

O catarinense mora em uma casa de 64 metros quadrados, junto com a mulher e a filha pequena. A conta indicava o consumo de cerca 90.903 W por hora, o que, segundo ele, é o gasto de uma empresa de grande porte.

Em nota ao portal G1, a Celesc disse que o problema foi causado pela substituição dos medidores de energia convencionais por novos. A empresa lamentou o ocorrido e disse que mais 9.374 pessoas receberam faturas com o valor alterado.

"A distribuidora enviará, durante esta semana, novas faturas, sem a cobrança referente ao consumo residual. Os clientes que já efetuaram o pagamento serão ressarcidos automaticamente na próxima fatura, informou a empresa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos