Morador morre baleado na Vila Cruzeiro quando estava a caminho do trabalho

A Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha

Um morador da Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio, morreu durante uma operação da Polícia Militar na comunidade, nesta quarta-feira. O pedreiro Samuel Meneses da Conceição, de 37 anos, passava pela Rua São Lucas quando foi atingido. De acordo com amigos, ele estava a caminho de seu novo emprego — seria seu primeiro dia.

Moradores acusam a polícia de ter feito o disparo que atingiu Samuel.

— Ali, naquele local, não tem como ter sido bala de bandido. Sem chance. E sem chance de a polícia ter confundido ele com bandido. Eles vieram na maldade. Ali é a rua onde tema feirinha. Os bandidos não ficam naquele lugar — disse um deles.

Samuel chegou a ser levado para o Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas chegou morto à unidade, de acordo com a Secretaria de Saúde. O corpo seguirá para o Instituto Médico Legal (IML), onde passará por uma necrópsia que indicará quantos tiros o atingiram.

Em nota, a Polícia Militar informou que durante a operação na Vila Cruzeiro houve confronto, com dois criminosos e material entorpecente apreendidos. E que uma equipe da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) esteve no Hospital Estadual Getúlio Vargas e constatou a entrada de uma pessoa ferida por disparo de arma de fogo.