Moradora morre baleada no Complexo do Alemão em segundo dia de confronto desde operação policial

Uma moradora morreu após ser baleada no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, na manhã desta sexta-feira (22). A Polícia Militar continua na região após a operação realizada ontem — em conjunto com a Polícia Civil — que deixou 18 mortos, entre eles um PM e uma mulher que visitava a comunidade. Hoje, Solange Martins foi atingida na região conhecida como Caixa D'Água, uma das localidades que a PM diz que houve ataque às equipes.

Solange foi socorrida e levada para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na região, mas não resistiu ao ferimento. Ela era dona de uma pensão na comunidade e morava no Largo da Vivi, na região da Caixa D'Água. Ainda não se sabe as circunstâncias no momento em que Solange foi atingida pelo disparo.

Por meio de nota, a corporação afirma que "o policiamento ostensivo das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) da região está reforçado e atuando no Complexo do Alemão" e que "equipes policiais estão sendo atacadas por criminosos". Um dos pontos atacados, segundo o comunicado, foi a base da UPP Nova Brasília, que também foi alvo de criminosos na quinta durante a operação.

Segundo uma outra nota da PM, "não houve confronto envolvendo os policiais militares que estavam no local" e "após cessar o ataque criminoso, uma mulher foi encontrada ferida e foi socorrida pelos policiais militares".

A PM relatou em seu Twitter os ataques sofridos pelas equipes que estão no Complexo. Homens do Batalhão de Choque reforçam o patrulhamento no interior da comunidade e nos acessos ao complexo, por toda a extensão da Estrada do Itararé.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos