Moradores da Mangueira denunciam casas invadidas por PMs durante operação

Ana Carolina Torres
1 / 2

mangueira.jpg

Um quarto que, segundo relato de moradores, foi revirado por PMs

Moradores do Morro da Mangueira, na Zona Norte do Rio, denunciam a invasão de casas na comunidade por policiais militares durante uma operação da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), que começou no início da manhã desta quarta-feira. De acordo com eles, agentes reviraram cômodos e chegaram a arrombar portas de residências localizadas na Rua da Prata, na localidade do Elvis.

- Entraram aqui dentro de casa fazendo arruaça, tiraram tudo do lugar. Quebraram meu armário, quebraram minhas gavetas. E eu falando que não tinha nada aqui. Mostrei meus documentos, mostrei minha carteira de trabalho, disse que estou em casa por causa da quarentena - contou uma moradora.

 

De acordo com ela, a cena aconteceu em frente a seus filhos pequenos, que começaram a chorar:

- Eles (as crianças) chorando e eles (os PMs) de ignorância, tratando as pessoas igual a bicho, tirando tudo do lugar.

Outro morador também se queixou de truculência por parte dos agentes.

- Vieram na minha casa, quebraram tudo, destruíram tudo. Sou trabalhador. É fogo - desabafou.

Mais cedo, a Polícia Militar havia informado que os policiais da CPP atuavam na Mangueira para coibir ações criminosas na favela. Até as 8h31, não havia informações de prisões e apreensões. A corporação foi novamente procurada para comentar as denúncias de invasão de casas por agentes, mas ainda não se pronunciou.