Moradores denunciam morte de mulher em ação da PM em São Vicente

Moradores denunciaram que a vítima atingida estava na frente de casa e não foi socorrida pela PM. (Foto: AP Photo/Felipe Dana)

Moradores de São Vicente, no litoral paulista, denunciaram que uma mulher de 40 anos foi morta após ser atingida por um tiro disparado por uma guarnição da PM (Polícia Militar), que fazia a perseguição a um motociclista.

As informações são do portal G1.

Segundo relato dos moradores, os PMs chegaram à comunidade México 70, no bairro Vila Margarida, com os faróis apagados após tentar realizar o acompanhamento a um motociclista que estaria se capacete.

Leia também

Sem conseguir abordar o motociclista, que fugiu em alta velocidade, os militares chegaram até um grupo de pessoas que estava na frente de uma residência e, de acordo com a denúncia.

Um dos moradores relatou que os PMs começaram a intimidá-los por acharem que teriam relação com o motociclista. Os militares perguntaram se algum dos moradores era dono de um veículo que estava estacionado na via e que, por ser estreita, impedia a passagem da viatura.

Após o dono do carro manobrar e tirá-lo da rua para abrir caminho, recebeu um tapa na cara de um dos militares. O grupo se dirigiu até os dois militares questionando a atitude e, segundo eles, foi nesse momento que um dos PMs fez um disparo.

O tiro atingiu uma mulher de 40 anos que estava na porta de casa, conforme a denúncia. Os PMs deixaram a área sem prestar socorro à Eliana dos Santos Lisboa, que foi socorrida por vizinhos ao Hospital Municipal.

Ela deu entrada com lesões no abdômen, foi transferida para a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e não resistiu. Receosos de uma represália, familiares da vítima relataram ao G1 que optaram por não registrar boletim de ocorrência.

O Comando da Polícia Militar disse ao G1 que foi instaurado um Inquérito Policial Militar para apurar o que aconteceu.