Moradores montam presépio há 16 anos na periferia no ABC Paulista

GIRRANA RODRIGUES

SÃO BERNARDO DO CAMPO, SP (FOLHAPRESS) - Há 16 anos, Aparecida Oneda Guimarães, 71, monta um presépio de três metros de comprimento no Jardim Silvina, na periferia de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, para celebrar o Natal.

O bairro é periférico, mas fica perto do centro da cidade e de um dos pontos mais altos do município, o Montanhão. “Jesus nasceu entre a comunidade e os bairros ricos, no alto da cidade”, compara Aparecida.

O presépio fica exposto numa sala anexa à igreja Maria de Nazaré. Tem sistema de água e luz. A manjedoura é adornada com folhas esverdeadas e flores roxas. A obra ainda tem pequenas casas feitas de isopor e pintadas a mão, uma a uma.

O trabalho da montagem deste ano começou em outubro. A obra que representa o nascimento de Jesus é feita por ela com ajuda da família.

“Meu marido [Olavo Ferreira] foi motorista de ônibus da cidade durante toda a vida. No Natal, ele era artista. Começou a fazer o presépio em casa e, com o tempo, trouxemos para a igreja”, relembra.

Após a morte do marido, Dona Cidinha, como prefere ser chamada, e o filho, Eduardo Ferreira, 43, que também é motorista, ficaram responsáveis pela confecção do presépio. Atualmente, recebem ajuda de algumas pessoas do bairro para dar acabamento ao trabalho.

“Além de me aproximar das pessoas do bairro, é uma forma de lembrar meu marido. Adoro a igreja no [centro] do Presépio. Foi a última que ele fez quando estava vivo”, recorda Cidinha.

Na religião católica, os presépios simbolizam o nascimento do Cristo e devem ser montados quatro semanas antes do Natal.

Neste ano, a inauguração do Silvina contou com a presença de mais de 200 pessoas. Na tradição, ele deve ser desmontado todo dia 6 de janeiro, data que simboliza a chegada dos três reis magos à Belém. A visitação, porém, fica restrita até o dia 30 de dezembro.

Todos os visitantes devem contribuir com 1kg de alimento, que são doados para as pessoas do mesmo bairro. A administradora da igreja Iza Maria da Rocha, 53, conta que as contribuições aumentam a cada ano.

“Quando começamos eram 70 cestas, agora já são mais de 300 unidades.” Cada cesta tem mais de 20 kg de alimentos, como arroz, feijão, macarrão, óleo e sardinha. Para receber, a família precisa fazer um cadastro na igreja.

O presépio também é uma forma de lembrar a infância. “Gosto de ver a parte da comunidade. As casinhas, lembram como era a minha. Aqui no nosso presépio, quem menos tem é quem mais doa”, rememora Maria da Rocha.

O aposentado e morador do Silvina há 30 anos, Romário Lopes, 71, gosta tanto do presépio que passou a ajudar na montagem dos sistemas elétricos. “Eu chamo as pessoas do bairro para verem nosso trabalho.”

Ele fica de domingo a domingo, sentado do banco, responsável por receber os visitantes e apresentar a obra de arte. Garante que o público não tem idade: “De criança a adulto. Todo mundo fica encantado”.

PRESÉPIO NA IGREJA MARIA DE NAZARÉ

Onde: Rua Araújo Viana, número 230, Jardim Silvina, em São Bernardo do Campo (SP)

Quando: até 6/1, das 14h às 18h

Quanto: 1kg de alimento