Moradores de Nova Iguaçu pedem socorro com faixas: ‘Estamos com medo’

O número de assaltos relatados por moradores do Bairro Metrópole, em Nova Iguaçu, tem causado medo em quem precisa transitar pela região. Segundo eles, o índice de roubos na localidade está acima do normal, apesar do registro de queda pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), e seria necessário mais policiamento para o bairro, próximo ao Centro e ao Bairro Rancho Novo.

Segundo relatos dos moradores, há cerca de duas semanas uma adolescente foi abordada por uma moto com dois ocupantes. Os assaltantes estavam armados e teriam pedido o celular e uma mochila que a menina usava. Depois do episódio, um grupo de moradores decidiu pendurar uma faixa na Rua Doutor Arino de Oliveira, próximo à Rodovia Presidente Dutra. “Cuidado! Assaltos constantes”, dizia o informe.

Leia também:

O aviso, no entanto, foi retirado, e os moradores não sabem ao certo por quem. Na manhã da última quinta-feira, decidiram pendurar uma nova faixa, dessa vez em um local mais alto, com dizeres expressos em um pedido de socorro: “Estamos com medo. Nos ajude, prefeito!” e “Sorria, você está sendo filmado”.

Imagens da câmera de segurança de um morador registraram um dos episódios de roubo a carro no mês de setembro. A filmagem mostra o momento em que um carro de cor prata fecha o veículo da vítima. Do carro, desce um homem armado, que rapidamente retira a motorista do outro veículo e foge em direção à Dutra.

Leia também:

Morador do bairro desde o nascimento, o advogado Richard Felix, de 26 anos, conta que a insegurança é comum há muito tempo na região, que é um dos acessos para a rodovia.

— Tem piorado muito. Há situações em que estou no meu quarto deitado e escuto a gritaria das pessoas sendo assaltadas. Os bandidos pegam a Dutra e nunca mais são achados.

De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), no entanto, o número de roubos a transeuntes e total de roubos registrados na região correspondente à 52ª DP (Nova Iguaçu), que abrange o bairro, mostrou queda entre os anos de 2021 e 2022. No ano passado, foram 583 registros de roubo a transeunte entre os meses de janeiro e setembro. Neste ano, houve queda de 29%, com 414 casos.

Leia também:

Já o índice de registro total dos roubos na mesma região foi de 1.725 casos entre janeiro e setembro de 2021, contra 1.360 entre janeiro e setembro deste ano, uma queda de 21%. Apesar dos números, o medo segue sendo companhia para os moradores do Bairro Metrópole.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que tem reforçado as ações ostensivas “nos municípios que compreendem seu perímetro de atuação para prevenir e coibir roubos”. A corporação diz que foi registrada “considerável mudança no indicador Total de roubos com declínio de 18,3% na área de policiamento”.

Leia também: