Moradores protestam após homens serem baleados embaixo de viaduto da Cidade de Deus

·1 minuto de leitura

RIO — Um grupo de moradores da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, realiza um protesto no local onde dois homens foram baleados na noite desta terça-feira. O local do ocorrido foi no giro do Cebolinha, no sentido Cidade de Deus, na altura da Av. Tenente Coronel Muniz de Aragão.

Os dois foram levados para o Hospital Federal Cardoso Fontes pela Polícia Militar, mas não há informações de identificação ou o estado de saúde de ambos.

Moradores também acusam policiais militares que estavam na região de efetuarem os disparos. Há relatos de que um caveirão da PM está na favela. Procurada, a Polícia Militar ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Em vídeos compartilhados em redes sociais , moradores dizem que os dois homens estavam em uma moto. As imagens mostram que haviam duas viaturas no local e que os homens foram colocados nas viaturas pelos policiais .

Segundo o Centro de Operações do Rio, desde às 21h a Estrada do Gabinal e o acesso à Av. Edgard Werneck estão interditados devido à manifestação na via.

O local é próximo onde, em janeiro, Marcelo Guimarães foi vítima de bala perdia ao passar de moto na Avenida Edgard Werneck, em Jacarepaguá,. Marcelo, de 38 anos, era funcionário de uma marmoraria e de acordo com a Polícia Militar havia um confronto no local — moradores da Cidade de Deus, perto dali, negam essa versão e dizem ter ouvido apenas um tiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos