Moradores querem que prefeitura de Niterói mude traçado planejado para ciclovia em Piratininga

·1 minuto de leitura

NITERÓI — Com críticas de parte dos moradores em relação à obra da ciclovia na orla de Piratininga, a prefeitura diz que readaptou as frentes de trabalho e concentra as ações apenas nas áreas onde já foram feitas intervenções, freando o avanço sobre praças e outros trechos. Um grupo de moradores é contra o traçado proposto no projeto, sendo a principal queixa a redução das vagas de estacionamento. A Administração Regional da Região Oceânica vai fazer uma reunião virtual na próxima sexta-feira para apresentar a proposta de mudanças.

Um encontro presencial com esta finalidade, marcado para o último dia 20 na Escola Municipal Francisco Portugal Neves, chegou a ser cancelado porque atraiu muita gente e causou aglomeração. Além da redução de vagas de estacionamento, André Pimenta, presidente da associação Piratininga Unida Moradores e Amigos (Puma), reclama da redução das pistas e da perda de espaço nas praças.

— Não somos contra a modernidade, a ciclovia. Só que existem prioridades, e as coisas precisam ser feitas de outra forma, sem prejudicar os moradores e os quiosqueiros — diz.

A Coordenadoria Niterói de Bicicleta informa que o projeto para a implantação da ciclovia em Piratininga tem o menor impacto possível na disponibilidade de vagas na orla. “Serão mantidas 76% das vagas disponíveis. Atualmente, são 789 vagas, e, com a implantação da ciclovia, serão 589”, diz, em nota. A prefeitura informa que as vagas de estacionamento nas vias transversais à orla serão ordenadas e demarcadas e que haverá fiscalização intensificada nos períodos de maior demanda, como o verão. Acrescenta que o projeto foi amplamente discutido com a Puma e as demais associações de moradores antes do início das obras.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos