Moradores de São João de Meriti relatam ausência de segunda dose no app Conecte SUS; prefeitura assume problemas de rede

·3 min de leitura

Os moradores de São João de Meriti que tomaram a segunda dose estão com dificuldade para comprovar que completaram o ciclo vacinal. Isto porque a informação ainda não foi lançada pela prefeitura no aplicativo Conecte SUS, que emite o comprovante digital de vacinação. O comerciante Adriano da Silva Oliveira, de 30 anos, teme que a ausência do registro possa afetá-lo na busca por emprego:

— A minha preocupação é as empresas pedirem o comprovante do Conecte SUS para poder efetivar, já que estou desempregado. E, quando vou ao Rio os estabelecimentos pedem o comprovante das duas doses e isso gera um transtorno — afirma.

Adriano tomou a segunda dose da vacina da Pfizer no dia 16 de outubro no ponto de vacinação em frente à prefeitura da cidade de São João de Meriti. Desde segunda-feira, a cidade do Rio de Janeiro cobra a comprovação das duas doses no “passaporte da vacina” para quem tem de 30 a 39 anos para acessar academias, cinemas e demais locais públicos.

O professor de história Carlos Eduardo Valdez da Silva, de 36 anos, também tem encontrado dificuldade para comprovar a vacinação. Ele tomou a segunda dose da vacina da AstraZeneca no dia 8 de setembro no mesmo ponto de vacinação que Adriano, em frente à prefeitura da cidade.

— A minha preocupação é que eu também trabalho com música, então uma hora vou precisar para tocar em algum lugar que exija o comprovante. E no aplicativo só tem a primeira dose, sem a segunda não consigo baixar o documento — diz.

Carlos Eduardo tinha planos de assistir o jogo do Vasco contra o CSA no São Januário sexta-feira passada, mas não conseguiu validar o ingresso porque o site só aceita o comprovante de vacinação do Conecte SUS, que tem certificação digital.

— Na hora de validar o ingresso, eles só aceitam se tiver o comprovante do Conecte SUS, não existe opção pra tirar foto do cartão (de papel)... e até mesmo meu cartão só tem o lote da primeira dose. Não tem carimbo, não tem nada. E esse foi o protocolo do jogo — conta.

A prefeitura de São João de Meriti afirma que está com problemas técnicos de rede, e que as tendas de vacinação estão com digitação em tempo real, mas algumas estão funcionando de forma mais lenta. O prazo para restabelecer a internet é de 15 a 20 dias.

Segundo a Secretaria de Saúde, quem tiver urgência para emissão do comprovante, deve entrar em contato pelo e-mail correcaovacinas@gmail.com ou vacinasmeriti@gmail.com fornecendo as seguintes informações: nome completo, CPF, data da vacinação, o posto em que tomou a vacina, se foi primeira ou segunda dose, o fabricante da vacina e o número do lote para solicitar a inclusão do registro da imunização no aplicativo.

A prefeitura afirma ainda que dispõe das informações para fazer os cadastros automaticamente, mas que criou esses contatos para agilizar para quem tem urgência, e as informações serão inseridas no sistema sem necessidade de que as pessoas solicitem assim que o problema com a internet for resolvido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos