Moraes derruba decisão de juiz de Minas e ordena 'imediata desobstrução' de via usada por manifestantes em BH

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou neste sábado uma decisão da primeira instância da Justiça de Minas Gerais que havia liberado a obstrução de uma avenida de Belo Horizonte por uma manifestação antidemocrática.

Moraes ordenou a "imediata desobstrução da avenida Raja Gabaglia, em Belo Horizonte, e das áreas no seu entorno, especialmente junto a instalações militares". O ministro determinou a aplicação de uma multa diária de R$ 100 mil para quem descumprir a decisão.

Além disso, Moras aplicou uma multa de mesmo valor a duas pessoas que participaram da manifestação, Esdras Jonatas dos Santos e Roberto Carlos de Abreu, e avisou que o valor pode ser aumentado caso os dois "persistam na conduta ilícita".

O magistrado atendeu a um recurso apresentado pela prefeitura de Belo Horizonte. "Agradeço o ministro Alexandre de Moraes pela postura firme na defesa da ordem pública ao acatar nosso recurso e determinar a imediata desobstrução da Avenida Raja Gabablia em todo o seu entorno. O Estado Democrático de Direito é condição inegociável", escreveu o prefeito da cidade, Fuad Noman, após a decisão.