Moraes determina remoção de notícias falsas contra Lula divulgadas por bolsonaristas sobre MEIs e outros temas

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Alexandre de Moraes determinou, na noite de sábado, a remoção de diversas publicações feitas por bolsonaristas que veiculavam notícias falsas sobre o candidato do PT à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva.

As publicações diziam, de maneira falsa, que Lula iria taxar os microempreendedores individuais, que teria usado ponto eletrônico no debate da TV Globo, que iria descriminalizar as drogas e desmilitarizar as polícias, dentre outros pontos. Estavam sendo divulgadas por perfis dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, Carlos e Flávio, e pela deputada Carla Zambelli (PL-SP), dentre outros.

"Liberdade de expressão não é liberdade de destruição da democracia, das instituições e da dignidade e honra alheias", escreveu Moraes.

Ele também estabeleceu multa de R$ 100 mil caso os alvos da ação voltem a publicar as mesmas notícias falsas.