Moraes manda PF apresentar em dez dias provas coletadas sobre atos terroristas no DF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou a abertura de um novo inquérito para apurar a responsabilidade das autoridades públicas do governo do Distrito Federal nos atos terroristas do último domingo e determinou que a Polícia Federal apresente em dez dias um relatório parcial das provas já colhidas.

Leia mais: Dino irá ao STF entregar cópia de Constituição que foi roubada

Saiba: Antes de revelação sobre minuta, Bolsonaro disse em última live sobre eleições: 'Busquei saída dentro das quatro linhas'

Solicitado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o inquérito mira o governador afastado Ibaneis Rocha, o ex-secretário de Segurança Pública e ex-ministro da Justiça Anderson Torres, o ex-comandante da Polícia Militar Fábio Vieira e outras autoridades que podem ter se omitido ou contribuído para a invasão dos Três Poderes.

Em sua decisão, Moraes aponta que os fatos estavam sendo apurados em um inquérito mais antigo, mas concorda com a solicitação da PGR em abrir uma nova investigação a respeito do caso.

"O objeto deste novo inquérito será, em um primeiro momento, a apuração da conduta das autoridades públicas responsáveis pela segurança do território do Distrito Federal já mencionadas nesta decisão, sem prejuízo de inclusão de novos investigados", escreveu o ministro.