Morales acusa Obama por crimes contra a humanidade



O governo boliviano promoverá uma ação judicial internacional contra o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, por crimes contra a humanidade, anunciou nesta quinta-feira o presidente Evo Morales.

Leia mais:
Morales pede que Alba boicote Assembleia da ONU após incidente com Maduro
Rohani admite reunião com Obama sob 'condições'

Em entrevista coletiva, Morales disse que acusará Obama por "espionagem, políticas de amedrontamento e intimidação, e por proibir o voo sobre Porto Rico" do avião presidencial do líder venezuelano, Nicolás Maduro, durante a viagem que fará à China.

"Quero comunicar que, agora, com mais força, vamos preparar uma ação internacional nos tribunais para que Obama e seu governo sejam julgados por crimes contra a humanidade", disse Morales.

"Este será o melhor instrumento legal para defender os direitos dos povos e dos Estados, porque, lamentavelmente, ele exagera com sua soberba e prepotência em seguir humilhando não apenas os presidentes e governos anti-imperialistas, mas também seus aliados, com espionagem".

"Quando não respeitam as leis internacionais, lamentavelmente devo dizer que o presidente Obama e seu governo são criminosos que atentam contra a vida, contra os direitos e contra as normas internacionais".

Mais cedo, Morales pediu "uma reunião de emergência" da Celac para abordar a decisão de Washington de fechar seu espaço aéreo a Maduro.

O presidente boliviano afirmou que defenderá na Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) "a saída imediata dos embaixadores dos EUA".

Em julho passado, o próprio Morales foi alvo de uma decisão semelhante quando Espanha, Portugal, França e Itália negaram ao presidente boliviano a passagem por seu espaço aéreo, em sua volta da Rússia.

Os quatro países europeus bloquearam seu espaço aéreo ao avião presidencial de Morales, devido às suspeitas de que ele levava o ex-consultor de inteligência americano Edward Snowden, acusado de espionagem e considerado foragido por Washington.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias