Moro rebate ideia de armamento de Bolsonaro: “Não é medida responsável”

Ex-ministro Sergio Moro afirmou ser a favor das medidas de isolamento social (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro usou as redes sociais para responder o presidente Jair Bolsonaro. O ex-juiz afirmou que apoia as medidas de isolamento social e é contra a ideia do presidente de armas a população para ir contra a quarentena.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“Sempre defendi que as medidas deviam ser aplicadas mediante o diálogo e convencimento. Mas a legislação prevê como um recurso excepcional a prisão, conforme art. 268 do Código Penal”, escreveu Moro. “A Portaria Interministerial nº 5 sobre medidas de isolamento e quarentena, por mim editada junto com o Ministro Mandetta, apenas esclarecia a legislação e deixava muito clara que a prisão era medida muito excepcional.”

Sobre a questão do armamento, Moro opinou que a discussão sobre flexibilização de porte e posse são legítima, mas discorda do presidente, que quer que armas sejam “utilizadas para promover espécie de rebelião armada contra medidas sanitárias impostas por governadores e prefeitos”. Para Moro, a revogação pura e simples do controle e rastreamento de armas e munições “não é medida responsável”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Nesta manhã, ao falar com apoiadores, o presidente acusou Moro de dificultar a posse e o porte de arma de fogo “para as pessoas de bem”.

Leia também

“Por isso naquela reunião secreta, de forma covarde, ele ficou calado. E ele queria uma portaria ainda depois que multassem quem estivesse na rua. Perfeitamente alinhado com outra ideologia que não era a nossa. Graças a Deus, ficamos livre disso”, disse Bolsonaro sobre Moro.

Sobre ter sito ofendido pelo presidente, o ex-ministro escreveu: “Sobre a ofensa pessoal feita, meu entendimento segue de que quem utiliza desse recurso é porque não tem razão ou argumentos”.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.