Morre aos 89 anos Alexei Abrikosov, ganhador do Nobel de Física em 2003

Moscou, 30 mar (EFE).- O físico teórico soviético naturalizado americano Alexei Abrikosov, ganhador do prêmio Nobel de Física em 2003, morreu aos 89 anos, informou nesta quinta-feira a emissora de rádio "Eco de Moscou".

O ex-ministro de Educação da Rússia, Dmitri Livanov, foi quem comunicou à emissora de rádio a morte do acadêmico, mas não foi informada a causa, nem outras circunstâncias de sua morte.

Abrikosov recebeu o Nobel de Física em 2003 em conjunto com o também russo Vitaly Ginzburg e o britânico-americano Anthony J. Legget, por "suas contribuições pioneiras para a teoria dos supercondutores e os superfluidos", segundo o Comitê do Nobel da Academia Real de Ciências da Suécia.

Nascido em 1928 em Moscou, Abrikosov adotou a dupla cidadania russo-americana em 1999, e vivia nos Estados Unidos há 25 anos, mas, antes de emigrar, já tinha recebido vários prêmios em seu país de origem.

Abrikosov foi membro da Academia Russa das Ciências e professor do Instituto Landau de Física Teórica. Após deixar a Rússia, trabalhou na Universidade de Illinois, em Chicago (EUA), na Universidade de Utah (EUA), na de Laoughborough (Reino Unido) e no Laboratório Nacional de Argonne (EUA). EFE