Morre aos 92 anos biólogo americano E.O. Wilson, 'herdeiro natural de Darwin'

·1 min de leitura
(Arquivo) Edward O. Wilson em 1º de junho de 2012, no Festival Mundial de Ciência (AFP/Cindy Ord)

O grande cientista americano E.O. Wilson, um especialista em formigas de renome internacional considerado "herdeiro natural de Darwin", faleceu aos 92 anos - anunciou a fundação que leva seu nome.

Ele faleceu no domingo (26), em Massachusetts.

Edward Osborne Wilson, que lecionou na Universidade de Harvard por um longo tempo, escreveu dezenas de livros. Dois deles renderam-lhe prêmios Pulitzer: o primeiro, em 1978, por "On Human Nature"; o segundo, em 1990, por "The Ants".

O cientista "dedicou sua vida a estudar o mundo natural e a inspirar outras pessoas a cuidarem dele, como ele fez", observou a fundação.

A revista Time destacou que ele teve "uma das grandes carreiras científicas do século XX", lembrando de seu importante trabalho de mapeamento do comportamento social das formigas, por meio do qual mostrou que suas colônias se comunicavam por um sistema de feromônios.

À época, o pai fundador da sociobiologia também recebeu críticas, ao sugerir em um de seus livros que os humanos se comportam, em grande medida, de acordo com princípios escritos em seus genes.

O entomologista continua sendo muito respeitado.

O cientista Steven Pinker lamentou a morte de um "grande cientista" nesta segunda-feira.

"Tivemos divergências em algumas coisas, mas isso não afetou sua generosidade e sua disposição para conversar", tuitou.

mlm-iba/seb/dg/dga/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos