Morre aos 96 anos a atriz negra americana Cicely Tyson

·1 minuto de leitura
A atriz americana Cicely Tyson em Hollywood em 6 de junho de 2019

A atriz negra Cicely Tyson, ícone de gerações de atrizes afro-americanas e estrela da Broadway, morreu nesta quinta-feira (28) aos 96 anos, anunciou seu agente.

Tyson, cuja carreira se estendeu por mais de 70 anos, é conhecida pelo público em geral por sua indicação ao Oscar por "Lágrimas de Esperança", em 1973.

Ela também atuou em "Tomates verdes fritos" e "The Color of Feelings". Mais recentemente, integrou a série televisiva "Murder", interpretando a mãe da protagonista.

Muito comprometida com o combate ao racismo e pela justiça social, Tyson recusou com frequência papéis que considerava manter os clichês raciais, especialmente de empregadas e prostitutas.

"É com pesar que a família da senhorita Cicely Tyson anuncia sua partida pacífica esta tarde", disse seu agente, Larry Thompson, em um comunicado à AFP, sem especificar as causas da morte.

A atriz ganhou vários prêmios Emmy, equivalentes aos Oscar da TV americana, assim como um Tony por atuações teatrais.

Em 2018, recebeu um Oscar honorário por toda a sua carreira.

"É uma rainha para todos os afro-americanos", disse então o ator e diretor Tyler Perry. "Teve que trabalhar dez vezes mais e que lhe pagassem cinco vezes menos" porque era negra, destacou.

Para o compositor Quincy Jones, Tyson "abriu o caminho" para várias gerações de atrizes, como Angela Bassett, Whoopi Goldberg, Halle Berry, Viola Davis e Lupita Nyong'o.

Nascida em Nova York, filha de pais caribenhos, Tyson começou sua carreira como modelo antes de atuar.

amz-ban/dg/yow/mvv