Morre a atriz Marilu Bueno, aos 82 anos

A atriz Marilu Bueno morreu nesta quarta-feira, aos 82 anos, no Rio de Janeiro. Conhecida por papéis em diversas novelas, ela estava internada no Hospital Municipal Miguel Couto, na Zona Sul carioca, desde o início do mês de junho.

Na última semana, ela havia passado por uma cirurgia no abdômen e estava em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do local. A causa da morte não foi divulgada pela família.

O último papel de Marilu na TV foi na novela "Salve-se quem puder", de 2020, como Dulce Sampaio. Ela também participou de séries como "Escolhinha do Professor Raimundo", "Sítio do Picapau Amarelo" e "A Grande Família".

Marilu não era casada e não tinha filhos.

60 anos de carreira

Carioca nascida em 1940, Marilu coleciona uma vasta lista de personagens marcantes, sobretudo na TV, ao longo de mais de 60 anos de carreira. A estreia frente às câmeras aconteceu em 1960, no longa-metragem "O cupim", dirigido por Carlos Manga.

Marilu Bueno viveu o mesmo papel na primeira versão e no remake de 'Guerra dos sexos' quase 30 anos depois

Após participar de trabalhos no teatro, estreou na televisão em "O bofe" (1972), interpretando Margot. A partir de então, tornou-se presença regular em produções de teledramaturgia. Interpretou papéis de destaque em "O noviço" (1975), "Sem lenço, sem documento" (1977), "Guerra dos sexos" (1983) e "A gata comeu" (1985). Em 2016, interpretou Narcisa no folhetim "Êta mundo bom!", de Walcyr Carrasco.

No teatro, também atuou em peças como "O canto da cotovia", de 1955, e "Trair e coçar, é só começar", de 1986, como Olímpia, e em "O crime do Dr. Alvarenga", de 1999.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos