Morre Camilo, filho de Che Guevara, diz presidente de Cuba

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morreu Camilo Guevara, filho do guerrilheiro argentino Ernesto "Che" Guevara, um dos líderes da Revolução Cubana ao lado de Fidel Castro. A informação foi divulgada pelo presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, em suas redes sociais.

"Com profundo pesar nos despedimos de Camilo, filho de Che e promotor de suas ideias, como diretor do Centro Che, que preserva parte do extraordinário legado de seu pai. Abraços para sua mãe, Aleida, sua viúva e filhas, e toda a família Guevara March", escreveu o presidente.

Segundo a emissora pan-arabista Al Mayadeen, o filho mais velho de Che sofreu um derrame durante uma viagem à Venezuela. Ele tinha 60 anos, informou a emissora.

A imprensa local de Cuba diz que Camilo Guevara mantinha um relacionamento com Suylén Milanés, falecida recentemente, com quem teve uma filha, Camila.

Em 1997, Camilo veio ao Brasil pela primeira vez para receber homenagens pelo 30º aniversário de morte do pai. Na ocasião, Camilo evitou citar a figura paterna. "Eu só vim aqui receber uma medalha, que aliás nem está em meu nome", comentou. Ele se recusou a admitir que o fato de ser filho do mais famoso guerrilheiro do século o torna alvo de interesse.