Morre Cariê Lindenberg, presidente da Rede Gazeta, aos 85 anos

O Globo
·2 minuto de leitura

VITÓRIA — O presidente da Rede Gazeta, Carlos Fernando Lindenberg Filho, morreu nesta terça-feira, aos 85 anos de idade, em Vitória, no Espírito Santo, após complicações causadas por uma pneumonia.

Empresário, músico e também escritor, Cariê, como era conhecido, foi fundador da TV Gazeta, afiliada da TV Globo, e do site Gazeta Online – atualmente chamado de A Gazeta –, e presidente do Conselho de Administração da emissora.

Pai de três filhos – Carlos Fernando, Letícia e Beatriz – e avô de cinco netos – Eduardo, Mariana, Carlos Fernando, Carolina e Antônio –, Cariê passou a pandemia em isolamento social em sua residência na Ilha do Frade, em Vitória.

Cariê tinha tudo para ingressar na política, já que era filho do ex-governador (1947-1951 e 1959-1962) do Espírito Santo, Carlos Lindenberg. Ele chegou a ser convidado pelo pai a participar da equipe de seu segundo mandato, mas recusou. Foi, então, no meio empresarial que se destacou e fez carreira.

Em seu livro "Eu e a sorte", de 2001, Cariê relata como sua carreira foi tomando forma por acaso. Inexperiente e sem formação em administração, ele conta que conseguiu fazer a sua fazenda em Linhares, sua grande paixão, dobrar de tamanho, ainda que sem lucros.

Defensor da liberdade de expressão e da imprensa, Cariê comandou a Rede Gazeta entre 1965 e 2001. Lá, fez com que o Grupo Globo pudesse se estabelecer no Espírito Santo, tornando possível a expansão dos negócios em todo o estado, com a criação de rádios, sites e emissoras regionais.

— Minha tarefa não era lá, mas meu cacoete era ficar lá. Se não inteiramente na redação, com os caras que eram editores, diretores, jornalistas. Eu tinha, graças a Deus, excelente trânsito. Porque também era econômico em pedir as coisas, eu nunca mandei. Sempre propus discutir alguma coisa que fosse boa — disse Cariê durante o aniversário de 90 anos da empresa, em tom saudosista.

Com a morte de Cariê, o estado do Espírito Santo decretou luto oficial por três dias.

— O ES perdeu uma das suas maiores personalidades: o empresário, músico, escritor e presidente do grupo Rede Gazeta, Carlos Fernando Lindenberg. Cariê se notabilizou como defensor da democracia e da liberdade de imprensa. Sua história orgulha os capixabas. Siga em paz — disse o governador do estado Renato Casagrande (PSB), no Twitter.

O velório e o enterro de Cariê serão restritos à família do empresário, em razão da pandemia de Covid-19.